O World Of Video Games está passando por reformas em seu layout, e em breve teremos o novo template no blog oficial. Atenciosamente, Equipe WOVG.

16 de mar de 2012

Capcom


Que atire a primeira pedra em quem não conhece a Capcom! É dona de algumas das séries de games mais famosas (tais como Street Fighter, MegaMan, Resident Evil). Sua sede principal é lá em Chuo-ku, lá em Osaka. Mas como é um marco mundial atualmente, tem suas empresas em vários lugares, tais como América do Norte, Ásia Oriental, Europa.

História

Antes de mais nada, fica essa pergunta: quais foram as empresas responsáveis por criar a divisão japonesa da Capcom (ok, você não está se perguntando isso que eu sei)? Foram as empresas I.R.M Corporation e a sua subordinaria Japan Capsule Computer Co., Ltd. As duas companhias eram dedicadas à fabricação e distribuição de jogos eletrônicos. Em setembro de 1981, as duas empresas decidiram se unir e criaram a Sambi Co., Ltd. "Mas cadê a Capcom nessa bagaça?", você se pergunta. A Capcom veio somente depois, em 1983 (mais precisamente, em 11 de junho de 1983), com a intenção de assumir o controle do departamento interno de vendas.

Outra coisa que você deve estar se perguntando: "qual a importância da Sambi na Capcom?". É que em janeiro de 1989 elas se uniram, formando a atual divisão japonesa.

Vulgus
Apesar do primeiro produto da Capcom ter sido o arcade lançado em julho de 1983, "Little League", o seu primeiro, bom e verdadeiro jogo foi mesmo o "Vulgus". Ele foi lançado em maio de 1984. E a partir da adaptação do jogo "1942" para NES (você não pensou que 1942 fosse um ano, pensou?), lançado em dezembro de 1985, a empresa passou a se concentrar no mercado de consoles domésticos, aquele que seria o seu principal ramo, anos mais tarde. Desde então, a Capcom criou 15 séries de games (na qual arrecadaram aquele "dindinho" para a Capcom...) muito bem sucedidas, sendo entre elas a mais famosa, "Resident Evil".

Além de publicar várias coisas (tais como jogos para plataformas domésticas, online, em arcades, pachinkos e pachislos), a empresa ainda publica guias de estratégia, mantém seus próprios centros de arcade e, de quebra, ainda licencia suas franquias, personagens e outras propriedades para uso em produtos, seriados de televisão, e apresentações ao vivo relacionados. A Suleputer, por exemplo, uma divisão interna de comercialização e selo musical, fundado em colaboração com a Sony Music Entertainment Intermedia em 1998, publica CDs, DVDs e outros formatos de mídia, baseados nos jogos da Capcom.

Estúdios de produção - o que acontece lá dentro?

A Capcom tinha uma forma de planejamento bem legal. A minha opinião é que todo o tipo de empresa nacional ou multinacional deveria ser tão organizada como ela.

Nos primeiros anos após sua fundação, a Capcom possuía três grupos para uma melhor organização, chamados "Ambiente de Planejamento", liderados por Tokuro Fujiwara, Yoshiki Okamoto e Takashi Nishiyama. Mais tarde, jogos desenvolvidos internamente eram tipicamente criados por vários "Estúdios de Produção" numerados, cada um com um jogo. A partir de 2002, o processo de desenvolvimento foi reformado para melhor compartilhar das tecnologias e experiências, e todos os estúdios individuais passaram a ser gradualmente reestruturados em departamentos maiores encarregados de diferentes tarefas. Embora existam departamentos autossustentados que desenvolvam jogos para arcade, pachinko e pachislo, online e para dispositivos móveis, a divisão de Pesquisa e Desenvolvimento de jogos ao invés é uma amalgamação de subseções que participam em vários estágios de desenvolvimento de um jogo. Além dessas equipes internas, a Capcom também comissiona a participação de estúdios terceirizados para assegurar lançamentos constantes de determinados títulos. Entretanto, após as baixas vendas de Dark Void e Bionic Commando, a gerência da companhia decidiu limitar terceirização a sequências e versões novas de franquias existentes, reservando o desenvolvimento de títulos originais às suas equipes locais. A produção de jogos, os orçamentos, e as plataformas suportadas são decididas em reuniões, prestadas pela gerência da companhia e os departamentos de marketing, vendas, e controle de qualidade.
J
Séries de games famosas

Como dito no início da postagem, a Capcom abriga uma vasta gama de franquias que renderam bilhões à empresa de games, e são algumas delas que você verá a seguir.

Resident Evil


"Resident Evil" é dita como a série de games mais famosa da Capcom. Foi essa a franquia responsável por caracterizar os gêneros survival horror e ficção científica e, com isso, alcançou um enorme sucesso (para você ter uma ideia: 40 milhões de unidades vendidas até 2009). Já teve jogos para PlayStation, Nintendo 64, Nintendo GameCube, Nintendo DS, PlayStation 2, PlayStation 3, Xbox 360, Zeebo entre outros. Eu já até coloquei sobre o Resident Evil no meu blog. Quer ler a postagem? Clique aqui!



Street Fighter



Essa aqui também é outra série famosíssima da Capcom... Street Fighter (abreviado também como SF), é uma série de games de luta bem popular, onde você controla seu personagem e dá a volta no mundo... a única coisa que eu meio que não gosto (pelo menos em Street Fighter 2: World Warrior) é do fato do monstro do jogo (o Blanka, eu gosto de usar ele) ser brasileiro... mas tudo bem, né? Sou brasileiro, com muito orgulho... e vale citar também que, nesse jogo, cada personagem tem sua habilidade especial.


MegaMan




Esse também é outro clássico. "MegaMan" também foi outro jogo que rendeu muito dinheiro à Capcom. O criador do personagem, Keiji Inafune, diz que se inspirou no personagem de anime Astro Boy para criá-lo. Um fato bem legal e interessante da série é que existem séries dentro da série. Não entendeu? Pois então, vamos lá: MegaMan possui várias sagas. Eu me refiro à Megaman (1, 2, 3, 4, 5...), Megaman X (X1, X2, X3, X4, X5...), Megaman Zero (Zero 1, Zero 2, Zero 3, Zero 4)... então concluímos que essa série deve ser uma das que mais tem variedade de jogos nos games!





Curiosidades


  • O nome "Capcom" significa "Capsule Computer", um termo adotado pela empresa para descrever as máquinas arcade que fabricava, em seus primeiros anos de vida, projetadas para se separarem dos computadores pessoais, que se popularizaram, na época. A palavra "capsule" aludia a Capcom como "cápsulas cheias de jogos e diversão", bem como a ideia da companhia em proteger suas propriedades intelectuais dentro de uma dura cápsula, evitando cópias ilegais e imitações inferiores.
  • Um encontro anual e particular chamado Captivate (conhecido até 2008 como dia dos gamers) é usado tradicionalmente como meio de anunciar novos jogos e serviços.

Bom... é só isso por hoje!
Vlw!

0Comente!comentários:

Postar um comentário