O World Of Video Games está passando por reformas em seu layout, e em breve teremos o novo template no blog oficial. Atenciosamente, Equipe WOVG.

27 de set de 2012

Resident Evil 6 - Análise da Demo

Resident Evil 6 é, com certeza, um dos jogos mais aguardados do ano! O retorno triunfal de Chris Redfield e o encontro épico dele com Leon Scott Kennedy será um momento que estará marcado para sempre na história dos games.

Enfim, a Equipe WOVG já jogou a demo desse jogo (baixada na PlayStation Network), e temos todas as nossas opiniões desse incrível jogo nesse post: confira logo a seguir!

Encontro épico

Como já citado antes, estamos falando de um encontro de alguns dos personagens mais incríveis de todos os tempos: Leon Scott Kennedy, Chris Redfield e Jake Muller. E mais, ainda possuímos a opção de jogar com o parceiro de cada um deles! Isso mesmo, cada um tem um parceiro: o Leon tem a Helena Harper, o Chris tem o Piers Nivans e Jake possui como parceira Sherry Birkin.


Leon e Helena - Parquinho com brinquedos! E zumbis...

A primeira campanha a ser testada foi a campanha da dupla Leon e Helena: a primeira cutscene é muito épica, onde os parceiros estão de cara a cara com o zumbi do presidente: quando ele pulou pra cima de Helena, Leon foi obrigado a dar um headshot no pobre coitado. Então os dois se conhecem e tem que arrumar uma maneira de sair daquela pocilga.

Os primeiros aspectos já podem ser observados aqui: uma coisa bem legal do jogo é que você pode escolher apontar a arma usando a mira canhota ou destra (apertando o R3 no controle de PS3)! E a sua vida é medida em vários quadradinhos, 6, especificamente. Quando você leva dano de um zumbi você pode ficar com a metade dele ou perder ele todo. E você precisa usar as clássicas ervas para recuperar um quadrado da sua vida. E como todo Resident Evil, esse jogo precisa de muita exploração para achar uma boa quantidade de balas para não se ferrar quando estiver enfiando as metralhas nos zumbis.

E outra coisa legal é que se por acaso o zumbi te pegar, você precisa ficar apertando X (no controle de PS3) ou ficar movendo o analógico pra lá e pra cá pra poder escapar! Eu gosto disso, já que dá uma sensação de realidade...

Tudo bem, quando Leon e Helena dão o fora do prédio que estavam quando mataram o presidente, eles vão para o parquinho! Só que lá tem vários zumbis... na verdade tem alguns que atiram garrafas contra você, e você tem que se mover para o lado para esquivar. Se eu fosse o cara que comandasse isso, faria com que você tivesse que apertar determinado botão para conseguir esquivar, já que eu não acho muito legal você ter que mover o analógico pra fazer isso...

Aí eles percebem que a porta para a liberdade estava trancada, e eles tem que ir pra sala buscar o Campus Keycard (se eu não me engano, é esse o nome). Durante esse caminho (e durante a fase toda) você se depara com zumbis que você julga mortos de verdade, mas eles estão "vivos"!

E uma coisa que eu queria deixar bem claro logo aqui: uma coisa que o jogo pecou muito, na minha opinião, foi o combate corpo-a-corpo entre você e o zumbi: só no exato momento que o jogo manda você apertar R1 (controle de PS3) que você tem que apertar: se você apertar em qualquer outro momento, a voadora do Leon acerta tudo menos a cara do zumbi...

Assim Leon e Helena entram num abandonado carro de polícia, mas a chave está escondida e a gente tem que ficar movendo o segundo analógico para procurar a chave. Muito realista, gostei muito, muito mesmo!


Quando eles conseguem escapar, os dois entram em um esgoto e aparece...

10.02.2012

Chris e Piers - Cidade no meio da guerra

Devo dizer que a campanha da dupla Chris e Piers é a mais difícil, já que o tempo todo tem gente atirando em você (incluindo snipers). Mas também, a cidade está no que podemos chamar de guerra!

É você contra vários seres que após mortos se transformam em zumbis. Você tem que ir catando suas balas e ervas e torcer pra não morrer!

Mas essa campanha é muito louca. Tem uma parte que é tipo: o chefão da demo, onde um zumbi gigante invade... o lugar aonde você está e você tem que matá-lo atirando no coração que está no topo da cabeça dele! É tipo, muito emocionante (e muito difícil)...

E quando toda a equipe de Chris consegue escapar dos caras que estão contra ele, aparece uma coisa: sabe o quê?

10.02.2012

Jake e Sherry - Variadas espécies de zumbis

Agora é a vez da última dupla de sobreviventes: Jake e Sherry. E tem algo que eu quero destacar: Jake é o melhor lutador entre ele, Leon e Chris. A sequência fantástica de golpes aplicados no zumbi na primeira cutscene nessa campanha é extremamente demais: tipo, me deixou de boca aberta...

A campanha de Jake e Sherry é uma "fusão" das outras campanhas anteriores: ela possui bastante ação, mas não se passa em um ambiente de guerra, se passa num ambiente que lembra a campanha de Leon.

A grande variedade de zumbis nessa campanha é muito legal: existem desde zumbis com uma boca larga e que alcança, sei lá, uns 5 metros de alcance até zumbis que parecem besouros: ficam no chão e vão seguindo você! Na minha opinião eles são bem chatos de se matar, já que são relativamente habilidosos...

Outra coisa legal é que no final dessa campanha cai de um helicóptero um zumbi muito boladão, que aparente ser difícil de derrotar, mas quando você já estiver sentado e ajeitado, pronto pra derrotar o zumbi, vai aparecer...

10.02.2012

Multiplayer online; interações das duplas

Se tem uma coisa que eu gostei pra caramba nesse jogo é que o seu parceiro interage muito no jogo. Se você estiver jogando no modo single-player e perder todas as vidas você tem que atirar, ficar deitado e esperar seu parceiro chegar para dar uns pontos de vida a você (se ele não chegar a tempo, você fica com meio ponto de vida ou morre por um zumbi). Além disso as portas do jogo só podem ser abertas com a força de seu parceiro! Além do mais, se um zumbi estiver te agarrando, ele pode matá-lo na hora

E você deve imaginar como isso deve ser legal no multiplayer. Só tenho uma coisa a te dizer: o jogo insiste, logo de início, que você jogue online: se você cria um jogo, a sua conexão vai catar outro jogador da vida!

Enfim, os negócios de jogar online são os mesmos: você não vai se dar bem se cair no jogo de alguém "não tão experiente"... e tipo, as mesmas interações do modo single-player são exigidas no multiplayer: para abrir a porta são necessários os dois parceiros (mas não dê uma de vida louca e fique parado quando o seu parceiro quiser abrir a porta), o seu parceiro é quem precisa ir até você para recuperar sua vida... além do fato dele poder matar o zumbi que estiver tentando te matar.

Avaliações finais

Diversão - 9,5
O que podemos esperar da versão completa de Resident Evil 6 é algo muito divertido e legal para se passar o tempo, já que podemos nos aventurar com os 3 maiores sobreviventes do planeta!

Gráficos - 9,4
Gráficos muito bem detalhados e realistas, e com aquele toque de assustador que só a série Resident Evil sabe dar.

Som - 9,5
Nota alta recebida por outra coisa que é exclusiva da série Resident Evil sabe dar: o medo através do som, tipo os passos ecoando na sala...

Jogabilidade - 9,8
Antes de você começar a jogar vai aparecer uma imagem que mostra todos os comandos do jogo (devem ser uns 15 ou 20, ou coisa do tipo), mas ela é muito fácil de aprender e de se acostumar.

Modo multiplayer - 9,5 (nova categoria que será avaliada em determinados jogos de nossas análises)
Muito divertido, já que exige a interação de seu parceiro, principalmente nas horas de desespero.

Ansiedade - 10 (estará presente apenas nas análises de demos de jogos ainda não publicados)
Resident Evil 6 está destinado a ser um dos melhores jogos do ano e, quem sabe, um dos melhores de toda a série Resident Evil!

NOTA FINAL - 9,6
A cooperação das duplas, a simples jogabilidade, os gráficos fantásticos e os clássicos sustos fazem com que esse jogo receba uma nota que é quase perfeita. Parabéns, RE6!




Espero que tenham gostado!
Vlw!

0Comente!comentários:

Postar um comentário