O World Of Video Games está passando por reformas em seu layout, e em breve teremos o novo template no blog oficial. Atenciosamente, Equipe WOVG.

8 de fev de 2012

Sonic Generations: Análise


Bom, galera, hoje eu vou estrear o marcador "análise". Eu peguei essa ideia de um blog na qual eu fechei parceria a um tempo chamado Museum dos Games. Visitem ele!

Mas vamos falar de Sonic. Eu ganhei esse jogo logo ontem e fiquei jogando por um tempão, e é isso que eu tenho a dizer:

Análise

O que eu tenho a dizer desse jogo é que ele é bem legal. Muito legal, mesmo: os gráficos são bem realistas, o efeito 3D é muito bem utilizado (pelo menos pra mim, lamento, jogador de Xbox 360!) e os gráficos são bem bonitos e bem-feitos. As fases são criativas. E a diferenciação do modo clássico ao modo atual é muito bem feito: no início achei que eu ia gostar muito mais do modo clássico, mas cara, como eu estava enganado. É páreo duro entre os dois, mas, na minha opinião, o modo clássico ainda ganha. Os inimigos são difíceis, é assim que eu gosto. E ainda tem várias relações nesse jogo com "Sonic The Hedgehog" (primeiro jogo da série), como o tema da "Green Hill Zone" (primeira fase desse jogo e do primeiro da série Sonic) e, de novo, os gráficos bem bonitos. Isso sem falar das fases especiais onde você consegue a Chaos Emerald, essa aí é bem criativa. E também tem a questão do diálogo. Sonic (a versão atual) e Tails se comunicam com palavras, porém o Sonic clássico só fala com "!" ou "?", já que naquela época o Sonic não falava. A única coisa que está fazendo falta nesse jogo (eu só cheguei até a Mushroom Hill Zone") são os chefes. Tem estágios especiais que têm chefões, mas nos antigos tinham em todas as "acts".

Nota final: 9,0
Prós: gráficos bonitos, diálogo engraçado, inimigos difíceis, diferenciação do modo clássico e do modo atual, relações com "Sonic The Hedgehog 1, 2 e 3".
Contra: ausência de chefes

Vlw!

0Comente!comentários:

Postar um comentário